Empreender é uma missão difícil e não é para qualquer aspirante ou aventureiro. No Brasil, segundo pesquisas, mais empresas fecham, enquanto menos empresas são constituídas, neste cenário caótico a contabilidade empresarial para abertura de empresas se tornou essencial. Afinal, reverter este quadro depende de uma boa gestão de negócios, a qual tem nos serviços contábeis um importante aliado.

Pelo quinto ano seguido, foram mais empreendimentos fechados, do que abertos. De acordo com a pesquisa Demografia das Empresas e Estatísticas de Empreendedorismo de 2018, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), foram abertas 697,1 mil novas empresas contra 762,9 mil que tiveram suas atividades encerradas. O saldo ficou negativo em 65,9 mil. Com a pandemia, a situação se agravou agravou.

A pesquisa leva em consideração somente entidades empresariais, excluindo os Microempreendedores Individuais (MEIs), órgãos da administração pública, entidades sem fins lucrativos e as organizações internacionais que atuam no país. Em 2017, o saldo ficou negativo em 22,9 mil.

Em quatro anos, o Brasil já perdeu 316.680 empresas.

Não desanime! Os erros podem ensinar lições valiosas para quem está começando no mundo do empreendedorismo. A melhor forma de aprender é praticando, certo? E para isso é devemos estar antenados nas dicas de quem já obteve sucesso com seus negócios.

A contabilidade para empresas auxilia na organização de todo processo de abertura da empresa bem como os requisitos legais e estratégicos. Neste artigo, além de conhecer a importância da área e aprender como colocá-la em prática, vamos mostrar as principais tendências de um dos setores que mais crescem no Brasil.

A contabilidade auxilia na organização de todo processo de abertura da empresa, nos requisitos legais e estratégicos.
Para abrir uma empresa você vai precisar de um pouco de paciência, um time de contadores especialistas e alguns documentos para protocolar na Junta Comercial do seu estado e na prefeitura da sua cidade.

1. Defina seu modelo de negócios e o nome da empresa
2. Contrate um Contador de confiança
3. Escolha o tipo de empresa para abrir MEI, ME, EPP, Médio ou Grande porte
4. Defina o Regime jurídico da empresa: EI, EIRELI ou LTDA
5. Escolha as atividades para exercer (CNAEs)
6. Saiba qual será o seu regime tributário: Simples Nacional, Lucro Presumido ou Lucro Real
7. Elabore o Contrato Social com a participação dos sócios
8. Separe os documentos necessários para efetuar o registro na Junta comercial
9. (Em alguns Casos) Obtenha o alvará de localização e funcionamento
10. Faça a Inscrição Estadual.

Confira, a seguir, como fazer a contabilidade de uma empresa da forma correta:

Conheça a si mesmo

Como dizia o filósofo grego Aristóteles: “Conhecer a si mesmo é o começo de toda sabedoria.”

A primeira dica para abrir um negócio próprio é fazer um processo de autoconhecimento – saber qual é o seu perfil e como ele pode se relacionar com sua futura empresa.
Perguntas iniciais básicas, tais como: “Possuo conhecimento nessa área? É o emprego que deseja para os próximos 5 ou 10 anos? Posso me dedicar somente para este negócio?”
Essas perguntas são extremamente importantes e suas respostas lhe nortearão para o caminho certo, mesmo que que não seja o desejado, fiquem atentos!


Conheça os tipos de pequenos empreendimentos

Primeiramente, é necessário que você entenda como funcionam os micro empreendimentos no Brasil e qual a carga tributária exigida. Aliás, os impostos coletados dependerão muito do tipo, do porte e do regime tributário escolhido.

Pesquise e informe-se ao máximo sobre essa questão

Mantenha tudo bem organizado no setor de contabilidade

Mesmo que sua contabilidade esteja nas mãos de um contador, ainda assim é necessário que você repasse a ele algumas informações pontuais.Ou seja, é imprescindível que tenha todos os documentos da empresa organizados e em mãos.

Quando forem pedidos, não perderá tempo procurando-os ou colocando-os em ordem, bem como não correrá o risco de pagar possíveis multas por razão de documento perdido. Contudo, você pode contar com a ajuda da tecnologia e informatizar todo esse processo, tornando-o mais seguro, rápido e prático.

Tenha uma proposta de negócio simples um bom plano de negócios e mantenha-se focado

Saiba explicar sua ideia de negócio em poucas palavras! Se não conseguir, certamente não conquistará os clientes.

“Tenha diferenciais de mercado que sejam fáceis de serem compreendidas pelo público alvo. Se tiver que explicar muito quais são seus pontos fortes, é provável que tenha dificuldade de aceitação, afirma Bruno Magalhães, CEO da rede de franquias Grupo Odontológico Unificado. Com investimento inicial de 1 milhão de reais, o negócio faturou 50 milhões de reais no ano passado.

Após o click da grande ideia, é hora de criar uma empresa é elaborar um plano de negócios. O plano de negócios conter aspectos como formas de receita e de despesas, quantidade de funcionários, estratégia de vendas e previsão de alcançar o ponto de equilíbrio financeiro, entre outros pontos importantes que somente um escritório de contabilidade experiente dará todo suporte necessário.

“O plano de negócios nada mais é do que um grande roteiro sobre tudo aquilo que vai acontecer, desde a realização do pré-operacional até o dia a dia do negócio em si”, afirma Paulo Conrad, da rede Restaura Jeans, que faturou 86 milhões de reais em 2017. “O plano de negócios não serve para ter certeza de que tudo dará certo, mas, para minimizar os riscos de insucesso.”Mas como elaborar esse roteiro na prática? Marcelo de Freitas, da Academia do Rock, lista algumas perguntas a serem respondidas. O faturamento da rede de escolas de música foi de 1,4 milhão em 2017.

“Responda: quanto eu preciso investir, qual a necessidade de capital de giro e quais são os meus custos fixos? De quantas pessoas eu preciso para iniciar as operações e em quais funções? O que eu faço diferente, melhor ou com um custo bem mais baixo que do meu concorrente e como eu comunico isso? E, por fim, como eu posso melhorar meu resultado?”

Tem pouco dinheiro para investir? Foque no essencial

Se você possui pouco capital para investir no seu primeiro negócio, é fundamental priorizar os aportes. Isso é especialmente verdade no começo da empresa, quando os investimentos em máquinas, em pontos comerciais ou em itens de mobiliário e papelaria se fazem mais presentes.

“Nesses exemplos, um negócio pode achar uma máquina extremamente essencial, enquanto os itens de papelaria não seriam tão importantes na primeira etapa do negócio. Você precisa focar no que que agrega valor ao seu produto e traz retornos concretos à sua empresa”, afirma o empreendedor Gustavo Brunello, do negócio de alimentação saudável LuccoFit. Com investimento inicial de 1 mil reais, o negócio faturou 2 milhões de reais em 2017.

Além de priorizar investimentos, pense em atividades que você consegue desempenhar sozinho. Depois, quando seu negócio levantar voo, você pode contratar funcionários e focar apenas na parte estratégica da empresa.

“Ocupe-se não somente de setores gerenciais, mas também de áreas como atendimento ao cliente e cobrança, por exemplo. Outra alternativa é realizar a permuta de serviços, cobrindo custos de recursos fundamentais para o crescimento do negócio”, afirma Raphael Mattos, fundador da rede de publicidade PremiaPão. O negócio começou com 16 mil reais e faturou 6,6 milhões em 2017.

Fique de olho nas suas finanças

As finanças são uma parte essencial de todo negócio: afinal, nenhuma ideia pode sobreviver mais do que alguns meses sem se tornar rentável.

Um primeiro conceito importante para os empreendedores é o fluxo de caixa. Ele mostra como estão as receitas e despesas da sua empresa em um determinado dia, semana ou mês.

“A maior causa de mortalidade de startups é a falta de dinheiro para girar o fluxo de caixa. Geralmente, a demora entre a aceitação do produto, o início das vendas e a sustentabilidade do fluxo de caixa é de seis meses”, afirma Flávio Pereira, da empresa de automatização para empresas Nuveo Technologies. O negócio faturou 7,5 milhões de reais em 2017.

Para deixar seu fluxo de caixa saudável, é requisito ter um capital de giro – dinheiro reservado para honrar contas com fornecedores enquanto pagamentos dos clientes não chegam. “Inclusive empresas rentáveis quebram sem ele, visto que tiram dinheiro do futuro para pagar contas do passado”, alerta Fábio Marques Jr., da rede Detroit Steakhouse, que faturou 72 milhões de reais em 2017.

Saiba que o cliente é rei 

Além de refinar sua ideia, testar o modelo de negócios e dominar as finanças, outra boa dica para ter sucesso no primeiro negócio é entender a importância dos consumidores. Além de trazerem receita, tais clientes também podem ser a fonte de inovações da sua empresa.

“Sentir os problemas do dia a dia com a capacidade e sensibilidade para se colocar no lugar do seu cliente é a melhor forma de encontrar inovações e permitir agregar valor naquilo que realmente o seu cliente deseja”, afirmam os empreendedores Eduardo Santos e Luiz Freneda, da startup de localização de prestadores de serviços Field Control. O negócio faturou 330 mil reais em 2017.

Mantenha-se atualizado

Então, até aqui você já entendeu que ter uma noção intermediária do funcionamento de uma empresa é essencial para que erros não sejam cometidos. Do contrário, poderão render prejuízos alarmantes ao empreendimento. Estar sempre atualizado sobre como administrar o setor financeiro de uma empresa é importantíssimo.

Sobretudo, porque você estará constantemente de olhos bem abertos no que diz respeito à mudanças na lei que podem vir a afetar seu negócio. A contabilidade de uma empresa não é apenas inteirar-se sobre pagamento de impostos.

Diz respeito também à tomada de decisões de forma estratégica que objetivam o crescimento do empreendimento.

Contrate profissionais qualificados para gerir a contabilidade do seu negócio

A Papyrus Assessoria Contábil é uma empresa especializada em prestação de serviços contábeis, que atua no mercado desde 1982.
Para saber mais informações sobre nossos serviços e soluções entre em contato.
📞 (31) 3508-2000
papyrus@papyruscontabil.com.br
💻 Instagram: @papyrus.contabil

Seguindo todas essas orientações, conseguirá compreender um pouco mais sobre como fazer a contabilidade de uma empresa. Entretanto, a dica que talvez seja a mais importante é sempre buscar o auxílio de profissionais que entendam bastante do mercado, pois eles irão te orientar melhor sobre as questões financeiras do seu negócio e ajudá-lo a alargar sua margem de lucros.

Todas estas são atitudes excelentes que te ajudarão a trilhar um caminho de prosperidade e sucesso no mundo do empreendedorismo. Se este conteúdo fez sentido para você

 

Fontes: Jornal Contábil | noticias.r7 | economia.ig | exame

 

Agência Digital HGX Soluções Web Mobile e Marketing Digital