A Contabilidade Rural é tão ou até mais importante do que focar em investimentos em novas tecnologias e boas práticas na produção e no campo, por exemplo. Estar em dia com a Receita Federal é super importante para a saúde financeira e fiscal da Fazenda ou de qualquer outro empreendimento e empresas.

Não dar a devida atenção a Contabilidade Rural pode trazer sérios problemas com o fisco, colocando em risco o nome da empresa, podendo resultar em grandes prejuízos e até mesmo a falência do negócio.  Pensando nisso reunimos as principais informações importantes, os objetivos e os benefícios da Contabilidade Rural, confira!

O que é a contabilidade rural?

A Contabilidade rural é o conjunto de processo de organização das contas e obrigações fiscais e tributárias de empresas rurais e agronegócios. Na prática, a contabilidade rural ajuda o produtor a controlar sua propriedade e seus ativos financeiros (maquinário, fertilizantes, sementes etc.), de modo que mesmo com as flutuações produtivas, a fazendo nunca esteja em atraso ou inconformidade com o pagamentos dos impostos e tributos.

Qual é a Importância da contabilidade rural?

A contabilidade rural é importante pois permite que os agronegócios se adequem ao complexo sistema tributário brasileiro, de modo que mantenham a estabilidade e saúde financeira, bem como conservem sua capacidade de investir e maximizem lucros. E veja bem: a contabilidade de uma fazendo é uma atividade única, pois falamos de um ramo de negócios completamente distinto de todos os outros do mercado.

Existem poucos tipos de negócios que dependem tanto de produtos vivos, sejam eles plantações ou a pecuária. Isso torna a contabilidade rural mais complexa do que outras empresas no que diz respeito a ativos, passivos, custos e receitas. Além das questões tributárias, há o clima, que pode ter um enorme impacto sobre os lucros, determinando períodos de grandes perdas. É por isso que, para uma fazenda, realizar a contabilização de todos os valores é tão difícil: tudo pode mudar de uma estação para a outra. Mas, com um bom planejamento agrícola, é possível gerenciar corretamente as finanças em cada aspecto da sua fazenda.

Qual o principal objetivo da contabilidade rural?

O objetivo da contabilidade rural é de direcionar e planejar as operações agrícolas e pecuárias, de modo que se possa medir corretamente a performance financeira de cada atividade realizada na fazenda. Na prática, uma boa contabilidade rural desempenha as tarefas de registro, interpretação e análise dos dados e movimentos relacionados ao patrimônio do empreendedor, possibilitando um melhor e mais eficaz controle de custos, bem como fornecendo insights valiosos que podem contribuir com uma melhor gestão fiscal e tributária. Desse modo, é possível melhorar a tomada de decisão sobre investimentos e cortes de custo, bem como projetar o fluxo de caixa e aprimorar o planejamento financeiro.

Como classificar as empresas rurais na contabilidade?

Para entender as particularidades da contabilidade rural, vamos começar pela classificação das empresas que compõem esse setor.

Estes são os principais grupos e subgrupos da agropecuária:

Grupos  Subgrupos
Atividade agrícola (produção vegetal)
  • Cultura hortícula e forrageira (cereais, hortaliças e tubérculos)
  • Arboricultura (pomares e florestamento).
Atividade zootécnica (produção animal)
  • Pecuária (criação de gado)
  • Avicultura (criação de aves)
  • Apicultura (criação de abelhas)
  • Ranicultura (criação de rãs)
  • Cunicultura (criação de coelhos)
  • Piscicultura (criação de peixes)
  • Criação de outros animais.
Atividade agroindustrial (indústrias rurais)
  • Produtos primários (beneficiamento primário de arroz, milho, café, etc.)
  • Produtos agrícolas (transformação de soja em óleo, moagem de milho, extração de suco de uva, etc.)
  • Produtos zootécnicos (transformação de mel de abelha, laticínios e carnes).

 

Quais atividades que não são consideradas rurais?

Além disso, é importante que você saiba quais atividades não são consideradas rurais, segundo o Art. 3º da Instrução Normativa SRF nº 257/2002:

  • Industrialização de produtos como bebidas alcoólicas em geral, óleos essenciais, arroz beneficiado em máquinas industriais, fabricação de vinho com uvas ou frutas;
  • Comercialização de produtos rurais de terceiros e a compra e venda de rebanho com permanência em poder da pessoa;
  • Beneficiamento ou industrialização de pescado in natura;
  • Receitas provenientes do aluguel ou arrendamento de máquinas, equipamentos agrícolas e pastagens e da prestação de serviços em geral;
  • Receitas decorrentes da venda de recursos minerais extraídos de propriedade rural, tais como metal nobre, pedras preciosas, areia, aterro, pedreiras;
  • Receitas financeiras de aplicações de recursos no período compreendido entre dois ciclos de produção;
  • Valores dos prêmios ganhos a qualquer título pelos animais que participarem em concursos, competições, feiras e exposições;
  • Receitas oriundas da exploração do turismo rural e de hotel fazenda.

 

Formas jurídicas das empresas rurais

Outro tópico que merece atenção são as formas jurídicas e tipos de sociedades da contabilidade rural, que são bem diferentes da realidade urbana.

No campo, existem duas formas básicas de exploração do agronegócio:

  1. Pessoa física: produtores rurais individuais que possuem diversas vantagens fiscais e não precisam fazer a escrituração regular completa (somente no livro-caixa para Imposto de Renda)
  2. Pessoa jurídica: são empresas, cooperativas, associações e fundações rurais que possuem CNPJ, sujeitas a diversos tributos.

Aliás, uma das questões da contabilidade rural é a alta carga tributária do setor agropecuário e agroindustrial, que inclui os seguintes impostos:

  • Imposto de Renda da Pessoa Jurídica (IRPJ)
  • Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL)
  • Contribuição para o Programa de Integração Social (PIS)
  • Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep)
  • Contribuição para Financiamento da Seguridade Social (Cofins)
  • Imposto sobre a Propriedade Territorial Rural (ITR)
  • Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação (ICMS).

No caso do empresário rural individual, é possível atuar como pessoa física (produtor autônomo) ou forma individual da pessoa jurídica (com tratamento favorecido).

Já as sociedades rurais podem ser do tipo simples (cooperativas) e empresárias (capital dividido em ações).

Por fim, é importante entender as diferentes modalidades de exploração do meio rural, que definem a interação entre o proprietário da terra e o empresário (às vezes, a mesma pessoa):

  • Parceria: o proprietário entra com o capital e gerência do negócio, enquanto o parceiro executa o trabalho;
  • Comodato: o proprietário empresta sua terra gratuitamente para uso segundo o tempo e condições acordadas em contrato;
  • Arrendamento: o proprietário da terra aluga seu capital fundiário a um empresário em um sistema de arrendamento, recebendo aluguel mensal;
  • Condomínio: propriedade comum, ou copropriedade, em que os condôminos compartilham os riscos e resultados do negócio conforme a divisão.

 

Quais são os registros contábeis para empresas rurais?

Como sabemos, os registros contábeis abrigam princípios fundamentais da contabilidade, de acordo com despesas, custos e receita de um negócio. Outro fator importante são as condições climáticas, que por exemplo, podem trazer lucro ou prejuízo para alguma determinada atividade. Apenas com um controle criterioso seria possível manter a produção em alta. Nesse contexto, os contadores precisam tomar alguns cuidados com as empresas rurais e considerar as informações abaixo.

  • Avaliação dos bens
  • Custos indiretos
  • Estoque de produtos agrícolas
  • Despesas pré-operacionais
  • Despesas operacionais e receita operacional
  • Ativos da empresa rural e circulantes
  • Ativo permanente imobilizado
  • Imobilizados

Lembrando que os registros contábeis, assim como toda a contabilidade rural, devem considerar as particularidades de cada modelo de negócio além do Estatuto da Terra e a Lei de Política Agrícola, disponíveis no Código Brasileiro, como vimos anteriormente. Entretanto, empresas rurais que atuam com a criação de animais também devem incluir nascimento, estoque e os custos dos bichos.

 

Quais são as particularidades da contabilidade rural?

A princípio, para entender melhor o que se trata a contabilidade rural é preciso conhecer as suas particularidades. Por isso, separamos alguns conceitos importantes vinculados a essa atividade.

Contabilidade rural: ramo contábil que se dedica diretamente ao estudo e aplicação de técnicas contábeis em empresas rurais.

Empresas rurais: constituem empreendimentos privados ou públicos, com origem física ou jurídica, que exploram a atividade rural de acordo com os padrões definidos por lei.

Atividade zootécnica: pode ser definida como toda atividade que relaciona a criação de animais para fins comerciais ou industriais.

Atividade agrícola: consiste na exploração do solo para plantio e produção vegetal.

Atividades agroindustriais: são aquelas que beneficiam e transformam o produto agrícola, além de modificarem a matéria-prima de origem proveniente da atividade zootécnica.

Contudo, por atender as atividades rurais, a contabilidade rural atua com os seguimentos:

  • Pecuária;
  • Agricultura;
  • Venda de rebanhos;
  • Cultivo de florestas;
  • Atividades zootécnicas;
  • Extração e exploração vegetal;
  • Extração e exploração animal;
  • Transformação de produtos provenientes de atividade rural.

 

Especificidades da contabilidade rural

Dada a natureza do agronegócio, a contabilidade rural também conta com especificidades que a fazem única. Antes de estruturar seu setor contábil ou contratar um contador, é essencial que tanto você quanto os responsáveis pela área e seus processos saibam dos pontos de atenção. Afinal, o agronegócio é uma indústria gigantesca, mas extremamente competitiva (inclusive entre players internacionais), mas também com grande potencial de volatilidade produtiva. Por isso, para quem vai se aprofundar no assunto, é indispensável conhecer as particularidades desse negócio:

Registro de perdas

Pragas, problemas climáticos, incêndios, enchentes e inundações, tempestades com ventos fortes e granizo, entre outros eventos naturais podem impactar fortemente a atividade agrícola e zootécnica. E claro, cada vez que acontecem, as perdas decorrentes devem ser devidamente registradas pela contabilidade rural. Esse tipo de lançamento deve ser taxado como despesa não operacional, já que se trata de uma variável cuja ocorrência foge do controle de qualquer pessoa. Na prática, existem métodos (e, agora, cada vez mais tecnologias) que permitem antecipar eventos naturais de grande escala, mitigando as perdas. A recomendação é, além de incorporar o registro de perdas em sua contabilidade rural, também buscar ativamente soluções do tipo.

Inventário rural

Já pensou na dificuldade de realizar o inventário rural? Essa é também uma atividade da contabilidade rural, que deve registrar e mensurar o valor patrimonial do negócio. Porém, o grande desafio é justamente encontrar esse valor: como definir um valor monetário para um ativo como uma árvore frutífera? Para isso, existem técnicas específicas, bem como softwares especializados que auxiliam no mapeamento de itens e também na tarefa de designar um valor para cada um deles.

Controle de custos

No controle de custos da contabilidade rural, é necessário que haja um entendimento aprofundado dos custos diretos, indiretos e despesas relacionadas às atividades rurais. Primeiro, é necessário compor uma estratégia de precificação capaz de cobrir todos os gastos do negócio — considerando também os períodos de produção. Entre esses custos, temos os diretos: sementes, fertilizantes e mão de obra. Já os indiretos são relacionados ao aluguel de maquinário agrícola, aluguel de galpões de estocagem, entre outros. Outro fator a se considerar é a depreciação dos bens tangíveis (ou seja, sua perda de valor), a amortização de bens intangíveis e a exaustão de recursos locais.

Culturas temporárias e permanentes

Outro ponto importante da contabilidade rural é considerar se a fazenda realiza o cultivo de culturas temporárias, que necessitam de replantio após a colheita, ou o cultivo de culturas permanentes, que não exigem replantio e possibilitam múltiplas colheitas.

O lançamento varia para cada cultura:

  • Temporárias: os produtos devem ser considerados como ativos circulantes, pois são um estoque em desenvolvimento. Assim, todos os custos (mão de obra, sementes, combustível utilizado) devem ser contabilizados.
  • Permanentes: nesse tipo de cultura, normalmente não há produtos prontos para venda no primeiro ano. Por isso, eles são categorizados como ativos não circulantes, sendo incluídos no patrimônio da empresa.

Ciclos operacionais

Antes de começar a fazer a contabilidade rural, é essencial que o responsável pelo processo conheça o ciclo operacional da fazenda. Afinal, a produção agrícola varia muito dependendo do tipo de cultivo ou rebanho que se trabalha. Muitas vezes se passam mais de 12 meses entre os primeiros passos na produção de uma safra e a sua venda para o consumidor final. Ou seja, são ciclos operacionais que não correspondem a um ano fiscal. Cada tipo de atividade agrícola depende de uma série de fatores, como a sazonalidade. É por isso que, para uma melhor contabilidade rural, é essencial que se entenda o ciclo da empresa.

 

Benefícios da contabilidade rural

Mas afinal, vale a pena investir não apenas na estruturação da contabilidade rural, mas em ferramentas que capacitem a atuação deste setor em seu negócio? Como falamos, a contabilidade rural é essencial para o agronegócio em vários sentidos, como:

Ajuda a entender a realidade econômica do negócio

A contabilidade rural, assim como em qualquer outra empresa, é uma atividade que vai além da simples organização financeira e de uma ferramenta de compliance fiscal e tributário. Na verdade, trata-se de uma forma de compreender completamente qual é a realidade econômica do seu negócio. Com a análise de documentos como o Balanço Patrimonial e a Demonstração do Resultado do Exercício, a empresa consegue mergulhar na sua situação financeira a partir de várias perspectivas, entendendo sua liquidez, o Retorno sobre Investimentos, a confiabilidade de sua estrutura.

Auxilia na visualização macro do empreendimento

Na prática, esse poder de visão macro sobre a situação financeira da empresa permite que o empreendedor possa se planejar com mais eficiência. Ou seja, com base nas informações contábeis que tem à disposição, é possível criar planos de ação e adotar estratégias capazes de impactar o negócio de imediato. Como, por exemplo, um plano de redução de custos com fornecedores ou otimização da gestão logística, melhorando o transporte de grãos. A visão macro possibilita que o empreendedor identifique rapidamente os pontos positivos e os negativos sobre sua operação, permitindo uma tomada de decisão ágil e precisa.

Melhora os resultados da empresa

Uma excelente contabilidade rural otimiza e melhora os resultados do negócio, é assim com todas as empresas bem assessoradas no setor contábil ou em qualquer outro segmento. A assessoria contábil permite mensurar desempenho e performance do financeiro fiscal das empresas, sendo assim é possível ter uma visão macro com projeções positivas ou negativas direcionando sem erros as tomadas de decisões.

Em outras palavras, uma boa contabilidade rural ajuda o agronegócio a encontrar as melhores estratégias que garantirão melhores resultados, ajudando a empresa a se manter no mercado, mesmo em situações desfavoráveis, como por exemplo os aspectos como clima e pragas.

Para saber mais informações sobre Contabilidade Rural fale com nossos especialistas!

📞 (31) 3508-2000
✓ papyrus@papyruscontabil.com.br
💻 Instagram: @papyrus.contabil

 

Referências:
https://www.totvs.com/blog/gestao-agricola/contabilidade-rural/
https://contadores.contaazul.com/blog/contabilidade-rural#como
https://viverdecontabilidade.com/contabilidade-rural-tudo-o-que-voce-precisa-saber/
https://www.myfarm.com.br/contabilidade-rural/#:~:text=A%20contabilidade%20rural%20pode%20ser,patrim%C3%B4nio%20l%C3%ADquido%20da%20empresa%20rural.